Jul
1
to Jul 12

56.º Campo de Trabalho Voluntário Internacional

cartazes_Abril (1).jpg

O 56.º Campo de Trabalho Voluntário Internacional (CTVI) organizado pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural, em parceira com a União das Freguesias de Algoso, Campo de Víboras e Uva e a associação francesa Union Rempart, realiza-se entre os dias 1 e 12 de julho, na aldeia de Uva (Vimioso).

PATRIMÓNIO EDIFICADO A RECUPERAR

A estrutura a ser intervencionada durante este CTVI será um Pombal Tradicional da Aldeia de Uva, no qual serão realizados os seguintes trabalhos:

- Picar Reboco;

- Rebocos de Cal;

- Telhado: estrutura de madeira e colocação de telha antiga.

Mais informações aqui.

INSCRIÇÃO

Os/as voluntários/as que queiram participar neste CTVI e contribuir de forma ativa para a recuperação deste bem comum já podem realizar a sua inscrição, que tem o valor de 100 euros para sócios da Palombar e 120 euros para não sócios. O valor da inscrição inclui o alojamento em regime de dormitório no Salão Comunitário de Uva, as refeições e a participação em todas as atividades do CTVI.

Faça a sua inscrição aqui.

Após preencher o formulário de inscrição, envie para o e-mail palombar@palombar.pt o comprovativo de pagamento, o qual deverá ser efetuado para o IBAN PT50004522624021507266657, com o assunto "Comprovativo de pagamento - 56.º CTVI", indicando o seu nome. Poderá também realizar o pagamento no primeiro dia do CTVI.

PROGRAMA

Durante as duas semanas em que se realiza o 56.º CTVI, as manhãs serão dedicadas aos trabalhos de recuperação do património e, durante o período da tarde, os/as voluntários/as poderão participar em atividades de lazer para conhecer o território.

PROGRAMA DIÁRIO

7:00 – 13:00: Trabalhos de recuperação do Pombal Tradicional

13:00 – 15:00: Almoço

15:00 – 19:30: Atividades de lazer

19:30 – 21:30: Jantar

ATIVIDADES DE LAZER

- Visita ao Centro de Interpretação dos Pombais Tradicionais (CIPT), em Uva;

- Visita ao Centro de Valorização do Burro de Miranda (AEPGA), Atenor;

- Caminhadas e observação de aves;

- Visita ao Castelo de Algoso;

- Visita a Picote e ao Ecomuseu Terramater.

NOTA: A Palombar reserva-se o direito de alterar o programa.

Sobre os Campos de Trabalho Voluntário Internacionais

Os Campos de Trabalho Voluntário Internacionais (CTVI) foram criados em 2004 e consistem em atividades organizadas especialmente para voluntários/as, que se propõem a contribuir com horas de trabalho para a realização de uma determinada tarefa útil para a comunidade.

Os CTVI organizados pela Palombar, em colaboração com vários parceiros, têm como principal objetivo promover a recuperação do património rural edificado, utilizando técnicas de construção tradicionais e ecológicas, mas também a realização de ações em prol da conservação da natureza; em ambos os casos, associa-se-lhes a criação de um espaço de aprendizagem informal, tanto a nível técnico como pessoal e de desenvolvimento do sentido de cidadania.

View Event →
Jun
29
2:00 PM14:00

I Fórum Público sobre as Bio Regiões

bioregiões_jpg.jpg

A AEPGA – Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino, a Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural e a INNER - International Network of Eco Regions organizam o I Fórum Público sobre as Bio Regiões, no dia 29 de junho, entre as 14h00 e as 17h00, no PINTA - Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso, em Vimioso, no distrito de Bragança. A entrada é livre, mas sujeita e inscrição prévia. Este evento conta com o apoio do Município de Vimioso e a parceria da Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes.

Esta iniciativa visa abraçar uma oportunidade de desenvolvimento sustentável na região de alto valor natural e paisagístico de Trás-os-Montes, promovendo um fórum público sobre as Bio Regiões, dando assim início a um processo de sensibilização e envolvimento da comunidade local para esta dinâmica.

Este Fórum antecede o Fórum Internacional “Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis”, que se realiza em Idanha-a-Nova, Portugal, entre os dias 17 a 21 de julho de 2019.

Mais informações, bem como o formulário de inscrição podem ser consultados em www.aepga.pt.

View Event →
Jun
15
to Jun 16

9.ª Oficina de Construção de Muros de Pedra

cartazes_Abril3.jpg

Os muros de pedra são um ícone do património rural e da paisagem transmontana. Possuem um grande valor, quer para as comunidades, quer para a conservação da biodiversidade. Além de servirem as necessidades das populações, os muros de pedra são um abrigo e refúgio para várias espécies de plantas e animais.

Apesar da sua elevada importância, atualmente, são já poucas as pessoas que sabem como construí-los ou repará-los. É no sentido de tentar combater esse esquecimento e de transmitir a riqueza e o potencial destas técnicas construtivas que a Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural organiza a 9.ª Oficina de Construção de Muros de Pedra, que terá lugar na aldeia de Uva, no concelho de Vimioso, nos dias 15 e 16 de junho.

Nesta oficina, vamos reconstruir as paredes de um pombal tradicional na aldeia de Uva. Os participantes terão a oportunidade de aprender a trabalhar o xisto.

Formador: Nuno Martins

PROGRAMA

15 de junho | sábado

9h00 Encontro dos participantes no café da aldeia

9h30 Introdução teórica

10h15 Início da componente prática

12h30 Almoço

14h30 Continuação dos trabalhos

18h00 Fim dos trabalhos do dia

16 de junho | domingo

9h00 Continuação dos trabalhos

12h30 Almoço

14h30 Continuação dos trabalhos

16h00 Fim dos trabalhos do dia

INSCRIÇÕES

PREÇO

Sócios da Palombar: 25€

Não-sócios*: 50€

*Poderá fazer-se sócio no ato da inscrição e, assim, usufruir do desconto aplicável.

CONDIÇÕES

- As inscrições estão limitadas a 12 pessoas;

- A data limite de inscrição é o dia 11 de junho;

- O curso só se realizará se houver um mínimo de 5 participantes inscritos – em caso de cancelamento, os participantes inscritos serão devidamente informados até ao dia 11 de junho;

- Os participantes interessados em almoçar com os formadores deverão contar com 7€ por refeição – agradecemos que nos comunique o seu interesse atempadamente, para procedermos à reserva.

INSCREVA-SE aqui.

Após preencher o formulário de inscrição, envie para o e-mail palombar@palombar.pt o comprovativo de pagamento, o qual deverá ser efetuado para o IBAN PT50004522624021507266657, com o assunto "Comprovativo de pagamento - 9.ª Oficina de Muros de Pedra", indicando o seu nome. Poderá também realizar o pagamento no primeiro dia da Oficina.

CONSELHOS

Aconselha-se os participantes a trazerem: roupas de trabalho frescas e confortáveis, sapatos de biqueira de aço, luvas de trabalho, chapéu, protetor solar, agasalhos para as noites.

View Event →
May
31
to Jun 2

III ObservArribas – Festival Ibérico de Natureza

CARTAZ_ObservArribas2019_FINAL_PDF-page-001.jpg

A 3.ª edição do ObservArribas – Festival Ibérico de Natureza das Arribas do Douro, uma coorganização da Câmara Municipal de Miranda do Douro e dos parceiros do projeto Life Rupis (www.rupis.pt), ocorre em plenos Parques Naturais do Douro Internacional e dos Arribes del Duero, em Miranda do Douro, de 31 de maio a 2 de junho de 2019.

O programa desta edição do ObservArribas é diversificado e inclui atividades na Natureza, uma feira de produtos e serviços ligados à natureza e à região, sem esquecer os mais novos, a rica gastronomia e a cultura locais.

A organização convida visitantes, empresas e produtores a participar neste festival e a contribuir para o desenvolvimento sustentável e conservação do território das Arribas do Douro.

As aves das Arribas do Douro esperam por si!

Consulte o programa e saiba mais aqui.

View Event →
May
18
9:00 AM09:00

I Encontro Ibérico WAVES - Aves necrófagas

I Encontro Ibérico WAVES - Aves necrófagas 18 de maio de 2019 - Programa.jpg

O I Encontro Ibérico WAVES - Aves necrófagas vai realizar-se no dia 18 de maio, no auditório da Casa da Cultura, em Mogadouro, entre as 9h00 e as 17h00. O evento é organização pela WAVES Portugal, em colaboração com a Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural, parceira do projeto Life Rupis. Conta ainda com o apoio institucional da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, do Instituto Politécnico de Bragança e do Município de Mogadouro.

A Palombar irá contribuir para este encontro com uma palestra dedicada ao tema "Alimentação suplementar: Uma ferramenta de conservação para as aves necrófagas", que terá como orador Carlos Iván Gutiérrez, técnico de conservação de fauna da associação.

Gestão de subprodutos cinegéticos e de pecuária e envenenamento de aves necrófagas são outros dos temas que estarão em debate. O programa inclui ainda uma visita a um alimentador.

Todas as informações sobre o encontro, bem como as incrições estão disponíveis aqui.

View Event →
May
17
to May 19

Sons & Ruralidades - Festival de Ecologia, Artes e Tradições Populares | 14.ª Edição

CARTAZ_S&R_400.jpg

Sons & Ruralidades - Festival de Ecologia, Artes e Tradições Populares pretende ser um novo modelo de festival cultural, superando o espaço e tempo do festival para revitalizar e regenerar a região rural do Nordeste Transmontano.

O festival decorre entre os dias 17 a 19 de maio de 2019, no PINTA - Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso, no Concelho de Vimioso, organizado pela AEPGA - Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino, pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural e pelo Município de Vimioso.

A entrada é livre, mas sujeita a inscrição prévia.

Consulte o PROGRAMA e mais informações aqui.

Sons & Ruralidades: um festival pela revitalização e dinamização do mundo rural

Abençoada pela natureza, a região do Nordeste Transmontano possui uma forte relação com a terra através das atividades agrárias. Apesar disto, está em processo de despovoação, em parte devido à perda de importância da agricultura como motor de dinamismo dos espaços rurais e por uma desagrariação do meio rural e a consequente migração e envelhecimento da população.

Este festival faz parte de um programa de desenvolvimento para esta região, procurando que a arte e a cultura sejam a causa para a sua revitalização, procurando novas aproximações artísticas, sociais e económicas. Estimulando sinergias entre o património faunístico e florístico e o património cultural, material e imaterial. Pensando os humanos como parte da Natureza e da biodiversidade como um todo. Criando novas oportunidades de criar e de refletir coletivamente sobre o desenvolvimento local e proporcionando novas visões de futuro.

Paralelamente ao processo de globalização e da suposta homogeneização cultural à escala mundial, instala-se a revalorização da diversidade, tornando-se necessário respeitar e incorporar nos processos de desenvolvimento a cultura das populações destinatárias.

Segundo David Barkin, a sustentabilidade não é apenas um assunto de proteção do ambiente, de justiça social e de desenvolvimento, mas trata sobretudo das pessoas e da nossa sobrevivência como indivíduos e cultura, manifestando uma preocupação em observar de que modo sobrevivem os grupos sociais. Sendo a sustentabilidade uma luta pela diversidade em todas as suas dimensões, pela participação e pela revisão da forma como as pessoas vivem e trabalham.

De forma a estabelecer uma sólida fundação ética para a sociedade global emergente, ajudando a construir um mundo sustentável baseado no respeito pela Natureza, direitos humanos, justiça económica e uma cultura de paz. Tornando-se imperativo que assumamos responsabilidade pelos outros, por todos os seres e para as futuras gerações.

View Event →
Apr
28
9:00 AM09:00

Ciclo À Descoberta do Nordeste Transmontano | PNDI

cartazes_Abril2.jpg

ATIVIDADE ADIADA DO DIA 25 PARA O DIA 28 DE ABRIL

De paisagens deslumbrantes ao património cultural, passando pelas aves rupícolas e pelas espécies autóctones de fauna e flora, o Parque Natural do Douro Internacional (PNDI) é dominado pelo troço fronteiriço do rio Douro, localizado num vale profundo, encaixado e de margens escarpadas que separa Portugal de Espanha. Escondida nos locais mais recônditos está uma Natureza selvagem que queremos desbravar e mostrar no primeiro percurso do Ciclo À Descoberta do Nordeste Transmontano, que terá lugar no dia 28 de abril, em território do PNDI. Vamos conhecer o PNDI?

Informações

Atividade gratuita

Data: 28 de abril

Ponto de encontro: Bemposta | Sede da Junta de Freguesia, Largo Eiras de Baixo, Bemposta 5200-068 (Mogadouro). Coordenada GPS 41.310958-6.503870.

Horário de início: 9h00

Horário de fim: 17h00

Número mínimo de participantes: 5

Número máximo de participantes: 15

Nível de dificuldade: Médio

Recomendações: trazer água, chapéu-de-sol, calçado e roupa confortável e binóculos

Os participantes são responsáveis pela sua alimentação durante a atividade, que será realizada no campo.

Inscrição

Enviar uma mensagem para palombar@palombar.pt ou através do Facebook a indicar a sua participação, com o assunto: Inscrição no Ciclo À Descoberta do Nordeste Transmontano - PNDI.

Sobre o Ciclo À Descoberta do Nordeste Transmontano

O ciclo À Descoberta do Nordeste Transmontano é organizado pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural e pretende dar a conhecer a riqueza natural do Nordeste Transmontano, sendo dividido em três percursos, cada um deles num local com uma riqueza natural reconhecida. A atividade consiste numa caminhada, em que serão interpretados alguns dos elementos naturais de cada um dos locais a visitar. Para além do convívio que se pretende promover, o objetivo passa principalmente pela sensibilização dos participantes para a grande riqueza natural e imaterial que existe na região e também para a sua importância para um futuro mais sustentável, assim como para o bem-estar das populações.

As próximas atividades do Ciclo decorrem no dia 12 de outubro, no Parque Natural de Montesinho (PNM), e no dia 2 de novembro, na Zona de Proteção Especial (ZPE) Rios Sabor e Maçãs.

Fique atento/a!

View Event →
Apr
27
to Apr 28

Oficina de Carpintaria | 5.ª Edição

cartazes_Abril3.jpg

A 5.ª edição da Oficina de Carpintaria organizada pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural realiza-se nos dias 27 e 28 de abril, na aldeia de Uva (Vimioso). Durante a oficina, os participantes poderão aprender a projetar e a criar um objeto em madeira, construído de forma manual. Esta oficina pretende promover a arte da carpintaria e as técnicas tradicionais a ela associadas junto da comunidade e estimular a criatividade e a partilha de experiências. A arte da carpintaria é um património comum que queremos preservar e disseminar através desta atividade.

INFORMAÇÕES

Data: 27 e 28 de abril

Formador: Porfírio Lousão

Local: Aldeia de Uva (Vimioso)

Número mínimo de participantes: 5

Número máximo de participantes: 10

PROGRAMA

Sábado | 27 de abril

09:00 – Encontro dos participantes no café da aldeia

09:30 – Introdução teórica

10:00 – Início da componente prática

12:30 – Almoço

14:30 – Continuação dos trabalhos

18:00 – Fim dos trabalhos

Domingo | 28 de abril

09:30 – Continuação dos trabalhos

12:30 – Almoço

14:30 – Continuação dos trabalhos

16:30 – Fim dos trabalhos

INSCRIÇÃO

A inscrição na oficina tem um custo de 30€ para sócios da Palombar e de 50€ para não sócios. No valor da inscrição está incluído: certificado de participação e material necessário à construção de um banquinho baixo, de uma estante pequena de balcão ou de um porta-chaves de entrada.

No ato da inscrição, os participantes deverão indicar o objeto que pretendem construir e levar consigo (um banquinho baixo, uma estante pequena de balcão ou um porta-chaves de entrada).

A data-limite de inscrição é o dia 25 de abril. O curso só se realizará se houver um mínimo de 5 participantes inscritos.

Faça a sua inscrição aqui.

CONSELHOS

Trazer roupa de trabalho confortável, luvas e agasalho.

Os participantes interessados em almoçar com os formadores deverão contar com 8€ por refeição. Agradecemos que nos comunique o seu interesse atempadamente, para procedermos à reserva no restaurante.

View Event →
Apr
22
to May 3

55.º Campo de Trabalho Voluntário Internacional | Vale de Algoso

cartazes_Abril (1).jpg

O 55.º Campo de Trabalho Voluntário Internacional (CTVI) organizado pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural, em parceira com a União das Freguesias de Algoso, Campo de Víboras e Uva e a associação francesa Union Rempart, realiza-se entre os dias 22 de abril e 3 de maio, em Vale de Algoso (Vimioso).

PATRIMÓNIO EDIFICADO A RECUPERAR

As estruturas edificadas a recuperar no âmbito deste CTVI são uma zona de muros de pedra que delimitam uma horta localizada no centro da aldeia e um bebedouro comunitário, com recurso à técnica tradicional de construção em pedra seca.

INSCRIÇÃO

Os/as voluntários/as que queiram participar neste CTVI e contribuir de forma ativa para a recuperação deste bem comum já podem realizar a sua inscrição, que tem o valor de 100 euros para sócios da Palombar e 120 euros para não sócios. O valor da inscrição inclui o alojamento em regime de dormitório na antiga Escola Primária de Vale de Algoso, as refeições e a participação em todas as atividades do CTVI. Faça a sua inscrição aqui.

PROGRAMA

Durante as duas semanas em que se realiza o 55.º CTVI, as manhãs serão dedicadas aos trabalhos de recuperação do património e, durante o período da tarde, os/as voluntários poderão participar em atividades de lazer para conhecer o território.

Programa diário

7:00 – 13:00: Trabalhos de reconstrução em pedra seca

13:00 – 15:00: Almoço

15:00 – 19:30: Atividades de lazer

19:30 – 21:30: Jantar

Atividades de lazer

- Visita ao Centro de Interpretação dos Pombais Tradicionais (CIPT), em Uva;

- Passeio de Burro no Centro de Valorização do Burro de Miranda (AEPGA), Atenor;

- Caminhadas e observação de aves;

- Visita ao Castelo de Algoso;

- Visita a Miranda do Douro e ao Castro de São João das Arribas.

NOTA: A Palombar reserva-se o direito de alterar o programa.

Sobre os Campos de Trabalho Voluntário Internacionais

Os Campos de Trabalho Voluntário Internacionais (CTVI) foram criados em 2004 e consistem em atividades organizadas especialmente para voluntários/as, que se propõem a contribuir com horas de trabalho para a realização de uma determinada tarefa útil para a comunidade.

Os CTVI organizados pela Palombar, em colaboração com vários parceiros, têm como principal objetivo promover a recuperação do património rural edificado, utilizando técnicas de construção tradicionais e ecológicas, mas também a realização de ações em prol da conservação da natureza; em ambos os casos, associa-se-lhes a criação de um espaço de aprendizagem informal, tanto a nível técnico como pessoal e de desenvolvimento do sentido de cidadania.

O próximo CTVI realiza-se entre os dias 1 e 12 de julho, na aldeia de Uva (Vimioso). Neste CTVI, vamos recuperar um pombal tradicional. O período de inscrição será aberto em breve. Esteja atento/a!

Mais informações aqui.

View Event →
Feb
11
to Feb 14

Curso 'Uso e Potencialidades da Armadilhagem Fotográfica em Estudos de Ecologia e Monitorização de Fauna Silvestre'

armadilhagem fotografia PT04-page-001.jpg

PT

TODAS AS VAGAS DO CURSO ESTÃO COMPLETAS.

A Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural vai organizar, entre os dias 11 e 14 de fevereiro de 2019, o curso, com módulos básico e avançado, sobre ‘Uso e Potencialidades da Armadilhagem Fotográfica em Estudos de Ecologia e Monitorização de Fauna Silvestre’, que decorrerá no PINTA - Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso, no distrito de Bragança.

O curso é organizado em parceria com o Instituto de Investigación en Recursos Cinegéticos - Universidad de Castilla-La Mancha (IREC, CSIC-UCLM-JCCM) e a Unidad Mixta de Investigación en Biodiversidad - Universidad de Oviedo (UMIB, UO-CSIC-PA), ambos em Espanha. Conta ainda com o apoio da Câmara Municipal de Vimioso, Vales de Vimioso, PINTA – Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso e dos Bombeiros Voluntários de Vimioso.

O curso é dirigido a alunos de licenciatura, mestrado e doutoramento em biologia e áreas afins e técnicos de monitorização de fauna silvestre e tem como principal objetivo dotar os participantes de conhecimentos técnicos e científicos sobre o uso da armadilhagem fotográfica como ferramenta de estudo e monitorização de populações de fauna silvestre, em particular mamíferos e aves. O curso será ministrado em Português e Espanhol e terá o máximo de 15 participantes.

Relativamente ao preço do curso, até ao dia 17 de janeiro de 2019, será de 100€ para sócios da Palombar, de 135€ para estudantes (Universidades) e de 150€ para o público em geral. A partir do dia 17 de janeiro, o preço será de 125€ para os sócios da Palombar, de 150€ para estudantes (Universidades) e de 200€ para o público em geral. Todas as modalidades de preços incluem o alojamento e os almoços durante o curso.

A inscrição no curso poderá ser realizada diretamente no nosso site ou através do envio de uma mensagem de correio eletrónico para o endereço palombar@palombar.pt, com o seguinte assunto: Curso Armadilhagem Fotográfica. A inscrição deverá ser acompanhada pelo envio do comprovativo do pagamento, para o contacto de email palombar@palombar.pt, devendo este ser realizado por transferência bancária para o seguinte IBAN: PT50 0045 2262 4021 5072 6665 7.

O prazo de inscrição no curso termina no dia 3 de fevereiro de 2019.

Para mais informações sobre o PROGRAMA, formadores e logística clique aqui.

armadilhagem fotografia ES01-page-001.jpg

ES

TODAS LAS PLAZAS DEL CURSO ESTÁN COMPLETAS.

Curso ‘Uso y Potencialidades del Fototrampeo en Estudios de Ecología y Monitorización de Fauna Silvestre’

Palombar – Asociación de Conservación de la Naturaleza y del Patrimonio Rural organizará, entre los días 11 y 14 de Febrero de 2019, un curso con módulos básico e avanzado, sobre ‘Uso y Potencialidades del Fototrampeo en Estudios de Ecología y Monitorización de Fauna Silvestre’, que tendrá lugar en el PINTA – Parque ibérico de Naturaleza y Aventura - en Vimioso, distrito de Braganza.

El curso está organizado junto con el Instituto de Investigación en Recursos Cinegéticos -Universidad de Castilla-La Mancha (IREC, CSIC-UCLM-JCCM) y la Unidad Mixta de Investigación en Biodiversidad - Universidad de Oviedo (UMIB, UO-CSIC-PA), ambos en España. Además cuenta con el apoyo del Ayuntamiento de Vimioso, de Vales de Vimioso, del PINTA – Parque Ibérico de Naturaleza y Aventura y de los Bomberos Voluntarios de Vimioso.

Este curso está dirigido a alumnos de licenciatura, máster y doctorado en biología  y áreas afines, así como a técnicos de monitorización de fauna silvestre. Tiene como principal objetivo dotar a los participantes de conocimientos técnicos y científicos sobre el uso del fototrampeo como herramienta de estudio y monitorización de poblaciones de fauna silvestre, principalmente mamíferos y aves. El curso será impartido en portugués y español, y tendrá como máximo 15 participantes.

El precio de este curso, hasta el día 17 de Enero de 2019, será de 100€ para los socios de Palombar, 135€ para estudiantes universitarios y 150€ para el público en general. A partir  del 17 de Enero, el precio será de 125€ para los socios de Palombar, 150€ para estudiantes universitarios y 200€ para el público en general. Todas estas variantes de precios incluyen el alojamiento y el almuerzo durante el curso. 

La inscripción del curso podrá ser realizada directamente en nuestra página web o a través de un correo electrónico a palombar@palombar.pt, con el asunto: “Curso Armadilhagem Fotográfica”. La inscripción sólo estará completa con el envío al correo electrónico palombar@palombar.pt del justificante de la transferencia bancaria al siguiente IBAN: PT50 0045 2262 4021 5072 6665 7.

El plazo de inscripción del curso termina el día 3 de Febrero de 2019.

Para más información sobre lo PROGRAMA, formadores y logística haz clic aquí.

View Event →
Feb
6
to Feb 27

Ciclo de Cinema FEV'19

CicloCinema (3)-page-001.jpg

Durante o mês de fevereiro, a Palombar e a Associartecine organizam um Ciclo de Cinema no qual será possível visualizar, todas as quartas-feiras, diferentes produções cinematográficas com foco em questões ambientais e de preservação da biodiversidade.

O documentário ‘Entre Serras - A Natureza do Parque Nacional da Peneda-Gerês’, realizado pela AidNature, será o primeiro a ser projetado no dia 6 de fevereiro, no Centro de Interpretação dos Pombais Tradicionais (CIPT), localizado na sede da Palombar, em Uva (Vimioso).

|Sinopse

No Norte de Portugal, o Parque Nacional da Peneda-Gerês guarda as paisagens mais fantásticas do nosso país e é considerado o nosso maior tesouro. Classificado em maio de 1971, este parque foi a primeira área protegida criada em Portugal, sendo a única com o estatuto de Parque Nacional devido à riqueza do seu património natural e cultural. É o território de centenas de espécies de animais e de plantas que revelam o esplendor da nossa vida selvagem. Este documentário desvenda as nossas matas mais bem guardadas, as nossas espécies mais ameaçadas e um legado único da presença humana que está gravado na paisagem e numa ligação antiga com a Natureza. Veja o Parque Nacional da Peneda-Gerês como nunca o viu. Duração: 46 minutos

Já o filme ‘Gatos’ será projetado no dia 13 de fevereiro, também no CIPT. O filme é realizado pela Ceyda Torun.

|Sinopse

Na cidade de Istambul, na Turquia, há mais do que apenas habitantes humanos. Há também os gatos domésticos perdidos da cidade que vivem livres, mas têm relações com os moradores da região. Este filme segue um grupo de gatos com personalidades distintas. No entanto, a realidade da metrópole antiga está a mudar e existem cada vez menos lugar para os gatos viverem nesta cidade turca. Duração: 1h20m

No dia 20 de fevereiro é o dia de mostrarmos o documentário ‘Pólo Norte - O Degelo final’, produzido por Pedro Rego. O documentário será projetado no Parque Ibérico de Natureza e Aventura (PINTA), em Vimioso.

|Sinopse

O aquecimento global está a avançar a um ritmo preocupante e a provocar o degelo no Ártico, afetando de forma drástica o habitat do urso polar. Devido às alterações climáticas, esta espécie está atualmente em grande perigo. Este documentário é uma visão na primeira pessoa no interior do Ártico, relatando a realidade desta região polar em junho de 2016, no início do verão ártico. É um grito de alerta para o mundo. Duração: 49 minutos

 A fechar o Ciclo de Cinema, no dia 27 de fevereiro, será projetado, no CIPT, o filme ‘Albatross’, realizado pelo Midway Project.

|Sinopse

Este filme foca-se na poluição provocada pelo uso de plásticos e nos riscos que essa poluição pode gerar para várias espécies de aves, nomeadamente para os albatrozes. Revela a realidade devastadora dos efeitos do plástico nos oceanos, mesmo nas partes mais remotas do mundo. Filmado em Midway Atoll, um local de refúgio ambiental nacional dos Estados Unidos, que fica a mais de três mil quilómetros de distância do continente mais próximo, desvenda esta ilha, que está totalmente isolada da civilização humana e é um santuário designado para aves. Existem aproximadamente 1,5 milhões de albatrozes em Midway. Se outrora estas espécies viviam de forma livre e saudável, agora enfrentam a grave ameaça da poluição por plásticos, que está a dizimar as suas populações. Duração: 1h37m

Junte-se a nós nestas noites frias! Poderá trazer a sua manta e caneca que nós oferecemos o chá ;)

View Event →
Nov
17
to Nov 18

Novembro pela Floresta 2018

novembro-pela-floresta (1).jpg

Participe na nossa atividade “Novembro pela Floresta” e contribua ativamente para reflorestar o país com árvores autóctones! Poderá participar na preparação do viveiro, plantação de árvores e recolha de sementes. Seja voluntário (a) por esta causa que é de todos!

O que são as árvores autóctones e por que são tão importantes?

As árvores autóctones são árvores originárias do próprio território. Assim, a floresta autóctone portuguesa é toda a floresta formada por árvores originárias do nosso país. Carvalhos, medronheiros, castanheiros, azinheiras e sobreiros são exemplos de algumas árvores autóctones de Portugal.

As florestas autóctones estão mais adaptadas às condições do solo e do clima do território, sendo mais resistentes a pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa, em comparação com espécies introduzidas.

São também importantes lugares de refúgio e reprodução para um grande número de espécies de animais autóctones que estão em risco de extinção; ajudam ainda a manter a fertilidade do solo e o equilíbrio biológico das paisagens.

As florestas autóctones são fundamentais para regular melhor o ciclo hidrológico e a qualidade da água e, apesar de registarem um crescimento mais lento, quando bem desenvolvidas, são normalmente mais resistentes aos incêndios florestais.

As florestas autóctones são, por isso, essenciais ao equilíbrio dos ecossistemas locais!

Esta atividade é organizada pela Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural e pela AEPGA - Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino.

Conheça todo o Programa e faça aqui a sua inscrição!

View Event →
Oct
13
9:00 AM09:00

À Descoberta do Nordeste Transmontano

cartaz Outubro.jpg

À Descoberta do Nordeste Transmontano

Sábado 13 de Outubro

 9h - 16h

Entrelançados pela urze e pela carqueja, com o esplendor dos afloramentos graníticos e ao som dos pequenos cursos de água que serpenteiam a Serra de Montesinho, propomos o último percurso interpretativo do ciclo “À Descoberta do Nordeste Transmontano”. Completamos esta actividade com um percurso circular em pleno Parque Natural de Montesinho, território riquíssimo em fauna e flora selvagem, onde não são raros os avistamentos de veados e corsos e de lobo ibérico para os mais sortudos.

Uma vez mais pretendemos criar uma jornada de descoberta, aprendizagem, passeio e partilha com a atenção direcionada para o património natural que nos rodeia!

 

Inscreva-se aqui e venha desfrutar connosco!

Saiba mais sobre o programa!

View Event →
Oct
6
8:30 AM08:30

EuroBirdwatch18

Eurobirdwatch18

EuroBirdwatch18

Observação de aves no Douro Internacional

6 de Outubro de 2018

 

Conhecido pelo fim de semana europeu de Observação de Aves, o EuroBirdwatch organizado pela BirdLife International e coordenado em Portugal pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), une este ano cerca de 40 países com os olhos postos no céu.

Como já têm vindo a ser habitual, a Palombar, no âmbito do Projecto Life Rupis, também participará dinamizando um Percurso Pedestre de Observação de Aves no Parque Natural do Douro Internacional.  O percurso a realizar iniciará em Algosinho terminado no Miradouro de Peredo de Bemposta.

Junte-se ao movimento e dê o seu contributo participando com as suas observações!

Veja o Programa e inscreva-se aqui!

View Event →
Aug
20
to Sep 14

53º E 54º CAMPOS DE TRABALHO VOLUNTÁRIO INTERNACIONAIS DE ARQUEOLOGIA

Y5zTkA5w.jpeg.jpg

 

53º e 54º Campos de Trabalho Voluntário Internacionais

Escavação Arqueológica no Castro de São João das Arribas

 

Pelo terceiro ano consecutivo, a Palombar em parceria com a Câmara Municipal de Miranda do Douro e a Union Rempart e o apoio da Junta de Freguesia de Miranda do Douro, vai dinamizar dois Campos de Trabalho Voluntário Internacional dedicados à prospecção do Castro de São João das Arribas em Aldeia Nova.

Com o intuito de dar resposta ao pouco conhecimento existente sobre este local declarado Monumento Nacional em 1910, serão realizadas mais 4 semanas de prospecção coordenadas pela equipa de Arqueólogos Mónica Salgado e Pedro Pereira (Directores da escavação).

Assim, neste Verão, os/as voluntários/as terão a oportunidade de escavar no Castro de São João das Arribas em dois períodos distintos: a primeira sessão decorrerá entre 20 de Agosto e 31 de Agosto, e a segunda de 3 a 14 de Setembro.

Ainda que qualquer experiência no domínio da arqueologia seja uma mais-valia, não se trata de um pré-requisito -  pelo que são tod@s bem-vind@s!

Informe-se aqui!

E se considerar embarcar neste desafio, faça aqui a sua inscrição!

 

Nota: Se estiver interessado em participar no 54º CTVI - de 3 a 14 de Setembro - terá que realizar a sua inscrição directamente com a Câmara Municipal de Miranda do Douro, pois o recrutamento e selecção dos/as voluntários/as para a sessão de Setembro está a cargo desta entidade. Assim sendo, apenas será possível fazer a sua inscrição junto da Palombar para a primeira sessão a decorrer de 20 a 31 de Agosto (53ºCTVI)

View Event →
Aug
18
9:00 AM09:00

À Descoberta do Nordeste Transmontano

jwKuxiwQ.jpeg-agosto.jpg

 

Sábado 18 de Agosto | Das 9h às 16h

Parque Natural do Douro Internacional

 

Com uma paisagem demarcada pelo mosaico agro-silvo-pastoril, que fortalece as condições para a existência de uma maior biodiversidade, o próximo percurso que propomos realizar constitui uma fração da GR6 - Grande Rota do Douro Internacional e Douro Vinhateiro. Sobranceiros ao rio Douro, iniciaremos a nossa descoberta na aldeia de Picote, aldeia com origens num povoado proto-histórico e continuaremos o percurso até a freguesia de Urrós, de origens castrejas, situada também à margem do rio Douro. A caminhada será de descoberta e convívio, onde através dos nossos guias exploraremos e comtemplaremos toda a paisagem natural circundante.

Junte-se a nós!

Saiba mais e inscreva-se aqui até dia 16 de Agosto.

View Event →
Jul
25
to Jul 29

L Burro I L Gueiteiro – Festival Itinerante de Cultura Tradicional

B&G_2018_FINAL_Dnovo_1000.jpg

L Burro I L Gueiteiro - Festival Itinerante da Cultura Tradicional decorre de 25 a 29 de Julho, pelas aldeias de Ífanes e Paradela, no concelho de Miranda do Douro, sendo a organização composta por: AEPGA | CMMD |GGAC | Palombar

O Festival surge como um esforço de revitalizar e valorizar dois elementos chave da cultura mirandesa – o Burro de Miranda e o tocador de Gaita-de-Fole -, bem como enfatizar a relação tradicional existente entre ambos – era o primeiro quem transportava o segundo até aos arraiais que este ia animar pelas diferentes aldeias do Planalto Mirandês. Assim, este Festival planeado ao longo de meses toma forma em 5 dias de itinerância pelas aldeias de Miranda, levando burros, gaiteiros, teatro, dança e música ao encontro das populações locais, geralmente desprovidas deste tipo de evento cultural.

Este Festival caracteriza-se ainda por ter uma dupla missão: mostrar o melhor do Planalto Mirandês e quebrar, ao mesmo tempo, o estereótipo de uma cultura parada no tempo. Bem pelo contrário, acreditamos que está em constante transformação e que temos, por isso mesmo, a responsabilidade de contribuir com actividades criativas e de qualidade que a estimulem. Isso significa trazer pedaços de outras culturas, mas também repensar o contacto com o que é de cá, e que continuamos a privilegiar.

É um evento a pensar em todos - miúdos e graúdos – os que gostam de caminhadas por percursos bonitos, de refeições apetitosas, de sestas burriqueiras, de oficinas instrutivas, de boa música e de muita festa.

Deixe-se aliciar pelo nosso programa!

Relaxe, Passeie, Descanse, Divirta-se – sempre com calma, sem pressas. Entre no espírito do festival e venha BURRICAR COM VAGAR!

Inscreva-se aqui e aproveite o desconto até dia 20 de Julho.

View Event →
Jul
7
8:00 PM20:00

À Descoberta do Nordeste Transmontano

descobertadonortestetransmontano_web_preview.jpeg.jpg

 

7 de Julho de 2018

Das 9h00 às 13h00

Zona de Protecção Especial (ZPE) Rio Sabor, Maçãs e Angueira

 

À Descoberta do Nordeste Transmontano é um desafio que integra um ciclo de 3 momentos de descoberta, (re)conhecimento, contemplação e exploração do património natural do Nordeste Transmontano. Acompanhados por guias, serão dinamizados 3 percursos de interpretação da natureza, cada qual numa zona distinta e reconhecida pela sua riqueza faunística e florística. O primeiro já no dia 7 de Julho, na Zona de Protecção Especial (ZPE) Rio Sabor, Maçãs e Angueira, o segundo, a 18 de Agosto, no Parque Natural do Douro Internacional e o terceiro, a 13 de Outubro, pelo Parque Natural de Montesinho.

Percorrendo lameiros, campos de cultivo, pequenos vales e zonas ribeirinhas do rio Angueira, no dia 7 de Julho às 9h00, iniciaremos a nossa descoberta na emblemática aldeia de Uva, rodopiada de belos pombais tradicionais, terminando no majestoso Castelo de Algoso, ponto eleição para a apreciação de grandes aves de rapina e outros interessantes passeriformes como o melro azul (Monticula Solitarius) e a toutinegra de bigodes (Sylvia cantillans).

O percurso pretende ser uma oportunidade de explorar diferentes habitats com atenção às distintas espécies de flora e fauna que o caracterizam.

Consulte aqui parte do percurso a realizar

http://www.valesdevimioso.pt/2017/05/26/csatelo-de-algoso/

 

Saiba mais!

Inscreva-se aqui até dia 6 de Julho!

 

 

View Event →
Jul
2
to Jul 13

52º Campo de Trabalho Voluntário Internacional

CTVI-cartaz.jpg

De 2 a 14 de Julho 2018

Uva

No início do próximo mês iremos levar a cabo o 52º Campo de Trabalho Voluntário Internacional (CTVI), o segundo deste ano. Dedicado à Recuperação de Pombais Tradicionais este CTVI terá lugar na aldeia de Uva, reconhecida por estar repleta destas construções emblemáticas. Tal como em anos anteriores, considerando o estado geral de abandono dos Pombais do Nordeste Transmontano conduziremos um grupo de voluntários na reconstrução de um ou dois Pombais Tradicionais.

Valorizando e preservando técnicas tradicionais de construção, o Campo de Trabalho será uma oportunidade para os/as participantes aprenderem e experimentarem todas as técnicas tradicionais que fazem parte do processo, desde o picar do reboco até a aplicação da argamassa e reparação, se necessária, do telhado. Será simultaneamente uma oportunidade de revitalizarmos o património de Uva e de aumentarmos o número de Pombais activos na aldeia.  Contribuindo paralelamente para o aumento do alimento de várias aves de rapina, das quais algumas se encontram em vias de extinção, e que elegem muitas vezes os pombos na sua dieta.

Ficando as manhãs reservadas para o campo de trabalho, as tardes serão preenchidas com actividades de lazer de forma a possibilitar aos participantes usufruírem e descobrirem a paisagem natural e património cultural do Planalto Mirandês.

Tal como já é costume, este CTVI será organizado conjuntamente com a nossa parceira Union Rempart.

Saiba Mais

Inscreva-se aqui!

View Event →
Jun
1
to Jun 3

8ª Oficina de Construção de Muros de Pedra

oficinas-cartaz.jpg

Apesar de os muros de pedra serem um marco da recortada paisagem transmontana, são já poucas as pessoas que sabem como construí-los ou repará-los.

É no sentido de tentar combater esse esquecimento e de transmitir a riqueza e o potencial destas técnicas construtivas que a Palombar propõe a 8ª Oficina de Construção de Muros de Pedra, que terá lugar na aldeia de Uva a 02 e 03 de Junho.

Assim, os participantes terão a oportunidade de aprender a trabalhar o xisto de acordo com as técnicas de construção em pedra seca, construindo um muro de divisão de terrenos agrícolas.

Contamos consigo!

Saiba mais

Inscreva-se

View Event →
May
18
to May 22

Sons&Ruralidades - Festival de Ecologia, Artes e Tradições Populares (13ª edição)

Cartaz S&R`18.jpg

APRESENTAÇÃO

O conhecimento tradicional é um factor de consciência ecológica no seu papel de formação e conservação do ambiente.

O festival Sons & Ruralidades, pretende ser um novo modelo de festival cultural, superando o espaço e tempo do festival para revitalizar e regenerar a região rural do nordeste transmontano.

Abençoada pela natureza, esta região possui uma forte relação com a terra através das actividades agrárias. Apesar disto está em processo de despovoação em parte devido à perda de importância da agricultura como motor de dinamismo dos espaços rurais e por uma desagrariação do meio rural e a consequente migração e envelhecimento da população.

Este festival faz parte de um programa de desenvolvimento para esta região, procurando que a arte e a cultura sejam a causa para a revitalização da região, procurando novas aproximações artísticas, sociais e económicas. Estimulando sinergias entre o património faunístico e florístico e o património cultural, material e imaterial. Pensando os humanos como parte da natureza e a biodiversidade como um todo. Criando novas oportunidades de criar e de reflectir colectivamente sobre o desenvolvimento local e proporcionando novas visões de futuro.

Paralelamente ao processo de globalização e da suposta homogeneização cultural à escala mundial, instala-se a revalorização da diversidade, tornando-se necessário respeitar e incorporar nos processos de desenvolvimento a cultura das populações destinatárias.

Segundo David Barkin, a sustentabilidade não é apenas um assunto de protecção do ambiente, de justiça social e de desenvolvimento mas trata sobretudo das pessoas e da nossa sobrevivência como indivíduos e cultura. Manifestando uma preocupação em observar de que modo sobrevivem os grupos sociais. Sendo a sustentabilidade uma luta pela diversidade em todas as suas dimensões, pela participação e pela revisão da forma como as pessoas vivem e trabalham.

De forma a estabelecer uma sólida fundação ética para a sociedade global emergente ajudando a construir um mundo sustentável baseado no respeito pela natureza, direitos humanos, justiça económica e uma cultura de paz. Tornando-se imperativo que assumamos responsabilidade pelos outros, por todos os seres e para as futuras gerações.

A entrada é livre mas sujeita a inscrição prévia.

Saiba Mais!

Inscreva-se!

 

View Event →
Apr
9
to Apr 19

4ª Oficina de Carpintaria

oficinas-cartaz.jpg

Nos dias 21 e 22 de Abril, voltaremos a trabalhar a madeira sem recurso a maquinaria, naquela que será a 4ª edição da Oficina de Carpintaria da Palombar. Os participantes serão uma vez mais orientados por Porfírio Lousão, que os ensinará a utilizar algumas técnicas tradicionais de forma autónoma.

Cada participante poderá escolher construir entre um banquinho ou uma pequena estante de balcão ou um peão ou um almofariz e pilão, que poderá depois levar consigo. Assim, e como já vem sendo hábito, aliaremos o processo pedagógico à construção de elementos necessários e úteis.

Junte-se a nós!

Saiba mais

Inscreva-se

View Event →
Apr
9
to Apr 30

"ADIADO" - Curso de introdução ao rastreio e foto-armadilhagem de fauna selvagem

   

  

ADIADO (nova data a confirmar para o Outono)

A importância de estudar o comportamento da fauna selvagem é indiscutível, não só pelo valor do conhecimento em si, mas também pelo papel que este tem a desempenhar na conservação das espécies e dos seus habitats. Entre as técnicas existentes de recolha de dados, encontram-se o rastreio e a foto-armadilhagem, temas que propomos explorar durante esta formação.

O Curso de Introdução ao Rastreio e Foto-armadilhagem de Fauna Selvagem decorrerá em Uva, nos dias 5 e 6 de Maio, sob a orientação da associação Aquila Naturaleza, com o principal objectivo de treinar os participantes a reconhecer o rasto da fauna do Nordeste Transmontano – partindo da interpretação de pegadas e sinais na paisagem à utilização de tecnologia fotográfica.

Sublinhamos que aquilo que se pretende é transmitir ferramentas para aumentar o conhecimento sobre a nossa fauna e não para a incomodar ou ameaçar.

Junte-se a nós!

Saiba Mais!

Inscreva-se!

View Event →
Feb
14
to Mar 8

Ciclo de Cinema Fev'18

2018_ciclodecinema.jpg

 

A Palombar tem o prazer de realizar a 3ª edição do Ciclo de Cinema. 

As sessões decorrerão nos dias 14 e 28 de Fevereiro.

14 fevereiro
A caçadora e a Águia

Título Original: The Eagle Huntress
De: Otto Bell
Com: Aisholpan Nurgaiv, Daisy Ridley, Rys Nurgaiv
Género: Documentario
Classificação: M/12
Outros dados: GB/EUA/Mongólia, 2016, Cores, 87 min

28 fevereiro

Reino Maravilhoso - Por Terras do Alvão e do Marão

Length: 50'
TV premiere: SIC (Portugal) August 28th, 2016
Photography: Luís Quinta and Ricardo Guerreiro
Editor: Ricardo Guerreiro
Music: Audionetwork.com
Producers: Luís Quinta, Ricardo Guerreiro, Câmara Municipal de Vila Real
Supported by: EDP Renováveis, Quinta do Paço Hotel, ICNF, UTAD.

Devido a problemas com o abastecimento eléctrico no dia 28 de Fevereiro, a sessão desse mesmo dia foi adiada para o dia 7 de Março.

Contamos com a sua companhia!

View Event →
Oct
31
to Nov 2

Curso de introdução ao rastreio e foto-armadilhagem de fauna selvagem

A importância de estudar o comportamento da fauna selvagem é indiscutível, não só pelo valor do conhecimento em si, mas também pelo papel que este tem a desempenhar na conservação das espécies e dos seus habitats. Entre as técnicas existentes de recolha de dados, encontram-se o rastreio e a foto-armadilhagem, temas que propomos explorar durante esta formação.

O Curso de Introdução ao Rastreio e Foto-armadilhagem de Fauna Selvagem decorrerá em Uva, de 29 de Abril a 1 de Maio, sob a orientação da associação Aquila Naturaleza, com o principal objectivo de treinar os participantes a reconhecer o rasto da fauna do Nordeste Transmontano – partindo da interpretação de pegadas e sinais na paisagem à utilização de tecnologia fotográfica.

Sublinhamos que aquilo que se pretende é transmitir ferramentas para aumentar o conhecimento sobre a nossa fauna e não para a incomodar ou ameaçar.

Junte-se a nós!

O CURSO FOI ADIADO PARA OUTUBRO - NOVA DATA A DEFINIR

Saiba mais

Inscreva-se

View Event →
Sep
30
8:30 AM08:30

Eurobirdwatch '17

Eurobirdwatch2017.jpg

O grupo BirdLife International organiza, anualmente, o maior evento de observação de aves a nível europeu, graças à colaboração de dezenas de parceiros. Trata-se do Eurobirdwatch, que tem como principal objectivo alertar a sociedade civil para a importância das aves migradoras e dos seus habitats.

Mais uma vez, a Palombar junta-se a esta actividade - coordenada em Portugal pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e, desta feita, realizada no âmbito do projecto Life Rupis (www.rupis.pt) – com uma saída de campo, no dia 30 de Setembro, que dará a conhecer aos participantes as aves de Miranda do Douro.

A participação é gratuita!

Junte-se a nós – e a milhares de outras pessoas pela Europa fora!

Saiba mais

Inscreva-se

View Event →
Aug
21
to Sep 4

49º e 50º Campos de Trabalho Voluntário Internacionais: Escavação Arqueológica no Castro de São João das Arribas

Em 2017, a Palombar regressa à Arqueologia, dando continuidade à prospecção do Castro de São das Arribas, numa parceria com Mónica Salgado e Pedro Pereira, directores da escavação. Sobre a ocupação deste local, declarado Monumento Nacional em 1910, pouco se sabe – e é a essa lacuna que esta investigação, que decorrerá ao longo de várias sessões de escavação, pretende dar resposta.

Assim, este Verão, os voluntários terão a oportunidade de escavar no Castro de São João das Arribas em dois períodos distintos: a primeira sessão decorrerá entre 21 de Agosto e 2 de Setembro, e a segunda de 4 a 16 de Setembro.

Ainda que qualquer experiência no domínio da arqueologia seja uma mais-valia, não se trata de um pré-requisito - são todos bem-vindos!

O 50º CTVI (de 4 a 16 de Setembro) contará com o apoio do IPDJ, pelo que a recruta e selecção dos voluntários ficará a cargo desta entidade. Assim sendo, não será possível fazer a inscrição junto da Palombar.

Sabe mais sobre o 49º CTVI

Inscreve-te no 49º CTVI

View Event →
Jul
7
to Jul 9

5º Encontro de Arquitectura Tradicional e Sustentabilidade

A edição deste ano celebra um marco especial: 5 anos de Encontro. De uma actividade curta, organizada sobretudo entre amigos, foi-se transformando em lugar de descoberta, vivido e enriquecido por dezenas de pessoas, experiências e saberes. Viajámos até ao Senegal e à Croácia, ensinámos as nossas mãos a trabalhar o gesso e a terra, pensámos o património e a sustentabilidade, e Uva jamais nos deixou esquecer a arquitectura rural.

O 5º EATS, que irá decorrer de 7 a 9 de Julho na aldeia de Uva, dará continuidade ao caminho que tem sido percorrido, acrescentando ainda mais à diversidade que tem vindo a caracterizá-lo. Entre palestras, visitas, oficinas, exposições, cinema e partilha informal, a arquitectura tradicional e o seu potencial transformador serão, uma vez mais, protagonistas.

Junte-se a nós!

Saiba mais

Inscreva-se

View Event →