Seguimento de aves no Nordeste Transmontano

A gestão, manutenção e monitorização regular dos Campos de Alimentação para Aves Necrófagas que tem sido desenvolvida pela Palombar no Parque Natural do Douro Internacional e na Zona de Protecção Especial (ZPE) dos Rios Sabor e Maçãs, permite-nos ter uma percepção da dispersão de indivíduos pela Península Ibérica que contribui para o conhecimento e protecção destes animais-chave no equilíbrio dos ecossistemas.

Durante as sessões de alimentação realizadas neste Verão foram observados três grifos (Gyps fulvus) com marcas alares e anilhas colocadas por diferentes organizações. Neste caso, os indivíduos identificados foram reabilitados em centros de recuperação de vida selvagem. Destes, um foi marcado no P.N. Serra de Mariola em Alcoi – Alicante, Espanha - e observado nos campos de alimentação de Mogadouro e de Alfândega da Fé, na margem da albufeira do Rio Sabor, a uma distância de mais de 800 km do local onde foram marcados, o que nos dá uma ideia da capacidade de dispersão destas aves.

Estes resultados confirmam que estamos no caminho certo e motiva-nos a continuar este trabalho para que estas espécies emblemáticas voltem a reinar nos céus da nossa península.