Terminou o primeiro ano escolar do Life Rupis

Chegou ao fim o primeiro ano escolar do Life Rupis e este acabou em grande com o lançamento de exposições em que foram apresentados os trabalhos desenvolvidos pelos alunos ao longo do ano sobre o projecto e as espécies alvo.

O Programa Escolar do Rupis 2016/2017 começou com uma formação para os professores dos respectivos agrupamentos escolares. Com os alunos, o programa foi dividido em três momentos, tendo o primeiro sido em sala de aula, onde foram apresentadas as espécies alvo do projecto e outras aves da região, bem como as ameaças a elas associadas e algumas das medidas de conservação a serem implementadas. O segundo momento consistiu numa saída de campo para observação de aves e contacto com material óptico; e, finalmente, o terceiro consistiu na apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos ao longo do ano.

Este programa de educação ambiental foi desenvolvido nos agrupamentos de escolas de Mogadouro, Miranda do Douro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira Castelo Rodrigo pelos parceiros do Life Rupis. A Palombar, juntamente com a SPEA, foi responsável pelos trabalhos nos concelhos a norte do PNDI, que envolveram cerca de 275 alunos; já na parte Sul do parque os trabalhos estiveram a cargo da ATN e da SPEA.

Um dos pontos altos deste ano foram as saídas de campo, onde os alunos do 3º, 5º, 8º e 11º puderam sair da sala de aula para manusear binóculos e serem guiados numa sessão de observação de aves. Durante estas saídas (uma por turma), os alunos foram surpreendidos com a diversidade de aves existente nos arredores da escola, incluindo uma das espécies alvo do projecto, o britango (Neophron percnopterus).

De realçar que os trabalhos seleccionados serão apresentados durante o festival de natureza #observArribas, que irá decorrer de 23 a 25 de Junho em Miranda do Douro.

O projecto Rupis vai voltar às escolas nos próximos anos lectivos - esteja atento!