Palombar destaca importância de aliar o turismo à conservação da Natureza e à valorização das comunidades rurais em seminário sobre Turismo Sustentável

A Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural participou, no dia 13 de novembro, no seminário “Turismo Sustentável ao Serviço da Conservação da Natureza e das Comunidades Rurais”, organizado pela AEPGA – Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino e pelo Centro de Acolhimento do Burro.

José Pereira, presidente da Palombar, falou, no âmbito da participação da associação neste evento, sobre a importância de promover um turismo sustentável e ético que esteja intrinsecamente relacionado com a conservação da Natureza e do património rural.

 José Pereira - presidente da Palombar

José Pereira - presidente da Palombar

Destacou também que o turismo não pode ser visto apenas a partir de uma ótica economicista, mas, acima de tudo, tem de ser estruturado com base na valorização, proteção e conservação dos ecossistemas e das comunidades locais.

“O turismo ético e responsável deve estar ao serviço das comunidades e da biodiversidade, criando uma relação frutífera que contribua não apenas para gerar riqueza, mas, sobretudo, para promover e preservar as culturas e tradições locais e o património natural, sem os quais a própria atividade turística deixa de ter sentido”, afirmou o presidente Palombar.

José Pereira sublinhou o papel da Palombar enquanto agente dinamizador da proteção da biodiversidade no Nordeste Transmontano e da conservação do património rural edificado. Através da atuação dos seus técnicos especializados em fauna selvagem, a Palombar, no âmbito de vários projetos de conservação da Natureza e da sua missão, tem promovido a preservação de várias espécies com estatuto de conservação delicado em Portugal, como é o caso do britango (Neophron percnopterus) e da águia-de-Bonelli (Aquila fasciata), bem como contribuído para a preservação de técnicas tradicionais de construção, nomeadamente através da recuperação de pombais tradicionais.

 José Pereira - presidente da Palombar

José Pereira - presidente da Palombar

A Palombar também é responsável pela criação, em parceria com a Câmara Municipal de Vimioso, do Centro de Interpretação dos Pombais Tradicionais (CIPT), em 2014, ano em que a Antiga Escola Primária de Uva (Vimioso) foi reaproveitada e transformada no CIPT e sede da associação. O CIPT foi criado com o objetivo de dar a conhecer os pombais tradicionais existentes na região e, ao mesmo tempo, ser um espaço de partilha de conhecimento das técnicas de construção do património rural. O CIPT visa disseminar o conhecimento sobre este tipo de construção e ser o ponto de partida para a descoberta dos pombais e do seu valor cultural, arquitetónico e ecológico. Durante a visita, é também possível fazer um percurso pela aldeia de Uva, que possui mais de 40 pombais tradicionais, de modo a conhecer de perto estas estruturas arquitetónicas únicas que pontilham a paisagem com a sua alva singeleza, bem como saber mais sobre a sua utilidade.

A atividade da Palombar, que se cruza com o turismo de Natureza e rural, pretende também contribuir para promover o turismo sustentável, ético e responsável, em prol da Natureza e das comunidades locais.

O seminário “Turismo Sustentável ao Serviço da Conservação da Natureza e das Comunidades Rurais”, que decorreu no Parque Ibérico de Natureza e Aventura (PINTA), em São Joanico, Vimioso, realizou-se no âmbito do projeto ‘Melhores Práticas para um Futuro Ético e Sustentável através do Turismo Rural´, promovido pelo Centro de Acolhimento do Burro e pela AEPGA.

Este projeto de intercâmbio sobre boas práticas de turismo ético e sustentável é financiado pelo programa Erasmus+ Juventude em Ação e tem como parceiros o Linking Tourism & Conservation (Noruega) e a Cryosanabria (Espanha).

O seminário de entrada livre pretendeu “ser um espaço de reflexão sobre os desafios e oportunidades do turismo ao serviço das comunidades rurais”, tendo contado com a participação de instituições dinâmicas no setor do turismo no Nordeste Transmontano.