51º Campo de Trabalho Voluntário Internacional

Com uma deslumbrante vista para o Castelo de Algoso, o 51º Campo de Trabalho Voluntário Internacional decorreu numa das encostas do rio Angueira nos limites da freguesia de Algoso. A recuperação do telhado de uma antiga curriça, que em tempos servia de apoio à pernoita de gado pequeno, foi o alvo deste Campo de Trabalho. Para o efeito, dos dias 16 a 27 de Abril, contamos com a força de trabalho de um grupo de 8 jovens franceses que receberam todo o acompanhamento por parte dos 3 monitores da Palombar. Durante estes 11 dias, os voluntários, estudantes de arquitectura do 2º e 3º ano da faculdade, tiveram a oportunidade de aprender e experimentar todo o processo de reparação de um telhado – desde a recolha, selecção e limpeza das madeiras e telhas à construção e colocação da estrutura de madeira de suporte ao telhado e posterior assentamento das vigas, dos caibros, das ripas e finalmente da telha. O resultado final, segundo quem colocou “as mãos na massa”, ficou fantástico.

E porque vir ao planalto mirandês e não poder desfrutar de todo o seu valioso património natural e cultural é para nós uma condição impraticável, como já é costume da Palombar, aliado ao trabalho foram proporcionados momentos de lazer nos quais o grupo foi guiado a conhecer e explorar um pouco mais da região.

Estando assim oficialmente aberta a época dos Campos de Trabalho Voluntário Internacionais, resta-nos só dizer que para Julho há mais!

_MG_8251_assinada.jpg
_MG_8288_assinada.jpg
_MG_8342_assinada.jpg