Palombar

pesquisa
  • FORMAÇÃO

FORMAÇÃO

Desenvolver competências num contexto de proximidade com o território 

Scroll Down
A Palombar quer ser um agente ativo na promoção e aumento do conhecimento técnico e científico associado à conservação da natureza e da biodiversidade e à preservação do património rural. A formação in loco, num contexto de proximidade com o território e com a sua riqueza natural e humana, é uma experiência enriquecedora e única.  

 

Estágios Curriculares e Teses

A Palombar está aberta a propostas de projetos de estágio curricular ou teses que, indo ao encontro dos objetivos dos/as proponentes, seja a nível de investigação ou de experiência profissional, contribuam, simultaneamente, para o desenvolvimento da ação da organização e para o enriquecimento do conhecimento existente sobre as suas principais áreas de intervenção.
A organização colabora no desenvolvimento de projetos de estágio, de mestrado e de doutoramento nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação, Gestão de Ecossistemas, Ciências Florestais e Agricultura - ou ainda noutros domínios que se enquadrem nos seus campos de atuação.
Os termos de desenvolvimento do estágio ou da tese serão definidos - duração, método, acompanhamento, etc. -, entre ambas as partes, de acordo com a especificidade de cada caso. Se tiver uma proposta para nos fazer, envie-nos um e-mail para palombar@palombar.pt.
 

 

Estágios Curriculares e Teses

Cursos

Organizamos cursos técnico-científicos dirigidos a vários públicos-alvo, com programas teórico-práticos que visam aumentar o conhecimento dos/as participantes sobre métodos e práticas de conservação e gestão da Natureza e da Biodiversidade.
 

 

Cursos

Oficinas de técnicas de construção tradicionais

A Palombar organiza oficinas de diversas técnicas de construção tradicionais - como o ferro forjado, a carpintaria, a preparação de adobes, a construção de muros de pedra ou o tabique -, geralmente direcionados para grupos com um máximo de 12 pessoas e com a duração de um fim-de-semana.
As técnicas de construção tradicionais foram sendo, ao longo dos anos, substituídas por outras mais padronizadas e convencionais e são já poucos os seus depositários. A criação de momentos de transmissão de saber representa, por isso, mais do que um incentivo à aprendizagem de conhecimentos técnicos, uma forma de promover a preservação de um património imaterial de uma imensa riqueza.
 

 

Oficinas de técnicas de construção tradicionais

Encontro de Arquitetura Tradicional e Sustentabilidade

O Encontro de Arquitetura Tradicional e Sustentabilidade nasceu em 2013 da vontade de trazer o debate sobre a arquitetura vernácula e sobre a construção ecológica a uma região muito rica – e a uma aldeia em particular, Uva –, não só a nível de exemplares, mas também de conhecimento, que vive ainda em construtores tradicionais.
Desde então, têm sido realizados diversos encontros na aldeia de Uva, os quais juntam oradores, formadores, estudantes e entusiastas destas temáticas, criando-se um espaço de partilha informal, recheado de palestras, oficinas, exposições, cinema e espetáculos.
 

 

Encontro de Arquitetura Tradicional e Sustentabilidade