programaweb.jpg

 

PROGRAMA

Sexta-feira, dia 18 de Maio
PINTA (Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso) | aldeia de São Joanico | concelho de Vimioso

18h00 - 19h00: Abertura do Festival. Visita à exposição permanente do PINTA.

19h00 - 21h00: Jantar vegetariano preparado com produtos locais e de produção biológica.

21:30 - 23:00: Exibição do documentário “Os Burros Mortos Não Temem Hienas” (Dead Donkeys Fear No Hyenas) de Joakim Demmer.

23h30 – 00h30: Concerto de Projecto sem tecto

*********

Sábado, dia 19 de Maio
PINTA | aldeia de São Joanico | concelho de Vimioso

10h30- 12h30*:
 Colóquio sobre o tema da Soberania Alimentar

"(...) É preciso criar condições para não ceder às enormes e constantes pressões das grandes multinacionais e das indústrias agroalimentares, que baseiam a sua actividade no latifúndio, na monocultura, na exploração dos/as trabalhadores/as, no trabalho infantil e no uso indevido da tecnologia.

O conhecimento das situações, o acompanhamento crítico da evolução das práticas produtivas e de comercialização, assim como das políticas públicas, e a reivindicação da Soberania Alimentar para todos os povos, fazem parte destas condições. Nada é simples, nem linear nos dias de hoje, nas nossas sociedades. Por isso o trabalho colectivo e colaborativo entre vários atores é indispensável."

Convidados (da parte da manhã)

TROCA – Plataforma por um comércio Internacional Justo 

Minga Montemor – Cooperativa Integral de Montemor-o-Novo


12h30 - 13h00: Tomatas Me, espectáculo teatro-clown com Eva Ribeiro.


13h00-15h00: Almoço preparado com produtos locais e de produção biológica.

15h00 – 18h00*: Continuação do colóquio

Convidados (da parte da tarde)

Plataforma Transgénicos Fora

GAIA - Grupo de Acção e Intervenção Ambiental

Associação Cultural Casa da Horta

*A decorrer em simultâneo

Pela manhã: 10h30 - 12h30, Oficina: “Comida vegetariana com flora silvestre comestível do Planalto Mirandês” por Joana Vitória Martins

Pela Tarde: 15h00 -17h30, Oficina: “Produção caseira de Adubos Orgânicos Fermentados e Biofertilizantes para regeneração do solo” por MicroVida - Soluções Ecológicas pela Regeneração do Ecossistema

18h30 – 19h30: Melodonna, espectáculo teatro - clown com Eva Ribeiro e encenação de Tom Roos.

20h00 - 22h00: Jantar vegetariano com produtos locais e de produção biológica

22h00: Concerto daguida

******

Domingo, dia 20 de Maio
PINTA | aldeia de São Joanico | concelho de Vimioso

A partir das 10h00:
 Feira de Burros

Das 10h00 - 18h00: Jogos do Hélder

11h30-12h30Pimpinella, espectáculo teatro-clown com Eva Ribeiro.

13h00 - 15h00: Almoço-convívio com os criadores de burros

Das 15h00 às 16h30: Apresentação do PINTA aos criadores/proprietários de Burros do concelho de Vimioso. Mostra e desfile de Burros. Entrega dos prémios de participação.

17h00: Espectáculo de música e dança Scacciapensieri Duo

18h30: Fim da actividade

***************

Segunda-feira, dia 21 de Maio
Vila de Vimioso | Concelho de Vimioso

Comemoração do Dia Europeu da Rede Natura 2000 com a comunidade escolar do concelho de Vimioso

********************

Terça-feira, dia 22 de Maio
Vila de Vimioso | Concelho de Vimioso

Comemoração do Dia Internacional da Biodiversidade com a comunidade escolar do concelho de Vimioso
 

E mais...!

Mostra de associações, grupos, colectivos, artesanato e produtos locais.

Nota: A organização reserva-se o direito de alterar o programa.

SAIBA MAIS

Exposição permanente do PINTA

Na exposição permanente do PINTA é possível seguir um percurso expositivo ao longo do qual os visitantes ficarão a conhecer o território da Rede Natura 2000 nas suas diversas vertentes. A estrutura interpretativa está dividida em diversos painéis: “As fragas”, “As encostas do rio Sabor”, “Os lameiros”, “O bosque”, “Os rios”, “Os cultivos” e “As aldeias e as suas gentes”.
*****************
“Os Burros Mortos Não Temem Hienas” (Dead Donkeys Fear No Hyenas) de Joakim Demmer. Local: Alemanha; Ano: 2017; Duração: 80’
As terras agrícolas são o novo ouro verde. Esperando importantes receitas de exportação, o governo da Etiópia aluga milhões de hectares de terras agrícolas a investidores estrangeiros. Mas o sonho da prosperidade tem um lado sombrio onde o Banco Mundial desempenha um papel muito questionável. Este filme investiga a expropriação de terras e seu impacto na vida das pessoas. Perseguindo a verdade, vamos encontrar investidores, burocratas do desenvolvimento, jornalistas perseguidos, ambientalistas em dificuldades e agricultores desalojados e privados das suas terras.
Trailer: 
https://vimeo.com/205362161
***********************************
Projecto sem tecto
O Projecto Sem Tecto é um projecto musical com uma sonoridade nómada.

Uma viajem musical que, dos acampamentos do leste, navega aos guetos da Colômbia onde o sabor latino da Cumbia e do Huayno tradicional do Peru fazem deste projecto uma mistura de interpretações das culturas vivas do mundo.

Uma interpretação acústica de temas tradicionais do mundo acompanham a inspiração da viajem além fronteiras.
******************
TOMATAS ME, espectáculo teatro-clown com Eva Ribeiro. Duração: 30 minutos
Neste espectáculo o espectador é convidado a participar num louco ritual com tomates, música, boas gargalhadas…e uma louca palhaça!
Será que ele aceitará o desafio?…
De um playback de Freddy Mercury a uma palhaça que acredita que o tomate a salvará do fracasso, este espectáculo que toca os limites do absurdo não deve ser experimentado em casa, nem com tomates vulgares!!!
Saiba mais em: 
https://evaribeiro.pt/
*******************

Entidades, Grupos e Colectivos do Colóquio

TROCA – Plataforma por um comércio Internacional Justo

Cidadãos , Cidadãs e organizações, membros da sociedade civil portuguesa. A Plataforma é constituída por pessoas comuns que querem exercer o seu dever de cidadania e acreditam na força da cooperação para mudar a realidade em que vivemos. O seu grau de participação é muito diversificado.

Em conjunto com os demais cidadãos e cidadãs de ambos os lados do atlântico exigimos que qualquer acordo de comércio, agora ou no futuro, se realiza através de um processo de negociação transparente capaz de fortalecer as instituições democráticas das partes envolvidas, que respeite os princípios nas áreas dos direitos humanos, soberania alimentar e desenvolvimento sustentado e não proponha ISDS, Conselho de Cooperação (ou estrutura similar) nem mercadorização de serviços públicos ou de bens naturais comuns.

Os interesses das pessoas e do planeta têm de se sobrepor, de forma inquestionável, aos interesses dos grandes grupos económico-financeiros.

Saiba mais: https://www.nao-ao-ttip.pt/

***

Minga Montemor – Cooperativa Integral de Montemor-o-Novo

A Minga é um projecto auto-financiado, que vive principalmente do entusiasmo dos seus membros. Na Minga cada membro é um prosumidor: tanto pode produzir como consumir nos diferentes ramos da cooperativa.

A cooperação facilita que os negócios avancem, ao contrário da visão do empreendedorismo dominante que reduz cada pessoa ao isolamento (à sua empresa individual) e diminui a sua capacidade de desenvolver um projecto.

Respeitando as necessidades e perspectivas individuais e a forma como cada um quer interagir com a cooperativa, vai-se constatando de que em conjunto se faz muito mais do que cada um por si.

A Minga orienta-se pela promoção de práticas sustentáveis em termos ecológicos, económicos e sociais, adoptando como estratégia:

·         a redução da intermediação, tornando os preços dos produtos mais acessíveis;

·         operação de uma loja próprio, podendo praticar margens baixas comparativamente com as no mercado;

·         desenvolvimento da secção de Serviços, incluindo oferta de profissionais das mais variadas áreas (habitação, educação, saúde e bem estar, entre outras);

·         facilitar acesso a produtos e serviços de origem local;

·         promoção do auto-emprego através do apoio de uma equipa multidisciplinar.

Saiba mais: http://mingamontemor.pt/

***

Plataforma Transgénicos Fora

A Plataforma Transgénicos Fora defende uma agricultura sustentável orientada para a protecção da biodiversidade e do direito dos povos à soberania sobre o seu património genético comum. Para saber mais sobre a Plataforma Transgénicos Fora e suas intervenções consulte o nosso dossier de atividades.

A Plataforma Transgénicos Fora é composta por pessoas que, em nome individual ou enquanto representantes de associações e outras entidades, oferecem o seu tempo como voluntários para uma luta que é de todos.

Saiba mais: https://www.stopogm.net/

***

GAIA - Grupo de Acção e Intervenção Ambiental

O GAIA (Grupo de Acção e Intervenção Ambiental) é uma associação ecologista, inovadora, plural, apartidária e não hierárquica. Foi fundada em 1996 em Lisboa e actua a nível nacional e regional com núcleos em Lisboa e no Alentejo. Para além de colaborar frequentemente com outras associações portuguesas, faz parte de várias redes nacionais, europeias e globais, entre elas a Plataforma Transgénicos Fora, o Climáximo, a Plataforma Salvar o Tua, a Campanha nacional e Movimento global pelas Sementes Livres, a Plataforma Não ao Tratado Transatlântico, a Plataforma No Patents On Seeds, a Campanha das Autarquias Livres de Petróleo e Gás e a Campanha Empregos para o Clima. O GAIA é uma ONGA (organização não-governamental de ambiente) com uma forte componente activista, que combina a co-aprendizagem D-I-Y com acções directas, criativas e não-violentas e promove o trabalho a partir das bases.

Saiba mais: https://gaia.org.pt/

 ***

Associação Cultural Casa da Horta

A associação cultural Casa da Horta surgiu com a necessidade emergente de se criarem programas culturais e estilos de vida alternativos na cidade do Porto. É um espaço de encontro, de troca e partilha de experiências, conhecimentos e atividades.  Aqui podes organizar, assistir e/ou participar em debates, projecções de filmes e documentários, exposições, oficinas, cursos, entre outras actividades, de intervenção e educação eco-social. Existe também, uma pequena biblioteca eco-social com livros e publicações que podes consultar e/ou requisitar, vários jogos de mesa, e Internet sem fios gratuita.

 

Pretendemos contribuir para o desenvolvimento do pensamento crítico e ao mesmo tempo pôr em prática alternativas à sociedade de consumo não ético e degradante do ponto vista social e ecológico. Assim fornecemos e incentivamos a alimentação vegetariana e também disponibilizamos produtos ecológicos e “justos”, dando prioridade à produção local de pequenos produtores, artesãos, agricultores, etc. Dinamizamos oficinas, debates e formação em variados temas ambientais e culturais resultantes da crítica social e da criação de estilos de vida mais sustentáveis e éticos.      A associação está aberta a propostas de actividades, oficinas e projectos sem fins lucrativos nomeadamente de âmbitos culturais, artísticos e ambientais e que se coadunam com os princípios do respeito pela terra e pelos animais humanos e não humanos. Com tudo isto pretende-se assim criar uma frente de luta contra a exploração do planeta e humana, combatendo as desigualdades, apelando à tolerância e ao respeito pelas diferenças. Lutamos por uma sociedade mais justa em que o dinheiro não poderá ser, como se apregoa, o único sentido da existência individual e colectivo.

Saiba mais: http://casadahorta.pegada.net/entrada/?page_id=4

*******************

Oficina: “Comida vegetariana com flora silvestre comestível do Planalto Mirandês” 
Formadora: Joana Vitória Martins* Max. participantes: 12

Todas as estações a Natureza brinda-nos com flora silvestre comestível, que normalmente vemos como ervas daninhas. Toda a planta tem a sua função. A alimentação à base de plantas, hoje classificada como vegetariana, já é praticada desde muito cedo. Porém, essa sabedoria popular foi-se perdendo. A proposta desta oficina é de oferecer pequenas e simples receitas para re-aprender a utilizar alguma dessa flora silvestre e trazê-la aos nossos pratos, desmistificando o conceito de alimentação vegetariana. Serão receitas simples à base de snacks, lanches e bebidas.

*Joana Vitória Martins interessa-se pela alimentação vegetariana e vegana em 2011. Integra experiências e formações em várias linhas desde a macrobiótica, alimentação sem gluten, ayurvédica, crudivorismo,medicina de Hipócrates, as doutrinas de Paracelso, herbalismo e sabedoria popular. Dedica-se principalmente à relação da comida com o corpo e as emoções. Desde 2014 partilha o seu conhecimento através de aconselhamento nutricional e aulas de cozinha.
******************

“Oficina de produção caseira de Adubos Orgânicos Fermentados e Biofertilizantes para regeneração do solo” por MicroVida - Soluções Ecológicas pela Regeneração do Ecossistema
Formador: João Guimarães (MICROVIDA, Soluções Ecológicas pela Regeneração do Ecossistema) Max. participantes: 12

A acção das bactérias e dos fungos decompositores é importante para a fertilização dos solos, pois sua actividade devolve ao ambiente substâncias necessárias para a produção das proteínas dos vegetais. Por isso o adubo orgânico é um elemento útil para o desenvolvimento sadio das plantas. O objectivo desta oficina é transmitir informação prática de como, em casa, se pode contribuir para a regeneração e fertilização do seu solo sem ter que comprar adubos químicos e recorrendo apenas a matérias disponíveis.

- O adubo orgânico fermentado faz-se a partir de ingredientes fáceis de adquirir e está pronto em 15 dias;
- O biofertilizante é um adubo orgânico líquido feito com materiais fáceis de serem encontrados e fermentam 30 dias;
- Será partilhado o conhecimento de como captar os microrganismos benéficos nativos do solo;
- Como transformar os resíduos da cozinha e do jardim em adubo caseiro através do processo da compostagem. Saiba como montar um compostor e quais resíduos que podem ser usados.
- Demonstração da compostagem dos resíduos da cozinha para fazer um bom fertilizante.

Saiba mais em: https://microvidablog.wordpress.com/
**********************
MELODONNA, espectáculo teatro-clown com Eva Ribeiro e encenação de Tom Roos. Duração: 35 minutos

Especialista em concertos melodramáticos Dona Melódica Melancolia traz-nos uma opereta clownesca inspirada nas canções tradicionais infantis.
Com um grande coração e uma veia trágica a protagonista vai discorrendo risos e gargalhadas ao interpretar de forma surpreendente temas clássicos como "o balão do João" ou "atirei o pau ao gato".

De rituais e gestos muito peculiares rodeia-se este concerto clownesco em que da pauta ao poema vamos entrando no universo desta palhaça que de trejeitos bem especiais não deixa o público suster nem uma lágrima! De riso pois claro! "De rir e chorar por mais!"

Saiba mais em:
 https://evaribeiro.pt/

*********************

daguida

Os daguida apresentam-se ao grande público, ao fim de 18 anos de percurso. Nasceram a 19 de Janeiro de 2000 num telhado de Santa Maria de Lamas. A 26 de Março de 2018 lançam a sua primeira publicação oficial nas redes digitais, a música e o vídeo “Passageiro”. Com a música “Passageiro”, os daguida alertam para o valor daquilo que não tem preço. Usam a língua portuguesa, cantam com expressões locais, misturam instrumentos tradicionais com modernos. 

O seu núcleo é composto por Yuran, João Pedro e António Serginho mas a família que gravita à sua volta é grande.

A sátira, a ironia e a alegria transmitida nas actuações representam a vontade de quebrar barreiras e preconceitos. Entre a beleza e o degredo abordam sem medo o quanto nos pesa este enredo. Do troiano ao grego, do velho ao novo, tudo é sempre novo. 

Além do tema “Passageiro”, os daguida vão apresentar muitos dos temas que vão registar no seu primeiro álbum.
Videoclip oficial
Saiba mais em: 
https://www.daguida.pt/
**********************
Jogos do Hélder

Os Jogos do Hélder são máquinas diabólicas que fugiram do interior dos computadores e televisões e invadiram as ruas, escolas, lares e outros espaços. Feitos de materiais tão simples como madeira ou corda, os Jogos do Hélder usam apenas a energia mais acessível do mundo: a humana. Os jogos, muitos de inspiração medieval, são construídos pelo próprio Hélder, e famosos por terem a notável capacidade de divertir pessoas de todas as idades.

Saiba mais em: 
http://www.jogosdohelder.pt/

*************************
PIMPINELLA, espectáculo teatro-clown com Eva Ribeiro. Duração: 60 Minutos

Pimpinella é uma florista itinerante. Apaixonada por cantigas e flores, ela encontra o público na rua, a bordo do seu carrinho um jardim musical!
Apelando ao mundo sensorial, Pimpinella utiliza diferentes objetos que hora perfumam o ar, ora trazem doçura a quem por ela passa.
Para completar a sinestesia ela evoca canções populares que remetem ao universo das plantas e flores, acompanhada pelo seu acordeão ou pelas suas sinetas musicais.

Especialista na arte do improviso, Eva Ribeiro, joga durante todo o espetáculo com os elementos que vai encontrando pelo seu caminho, conquistando o seu público por onde passa.

Criação e interpretação: Eva Ribeiro
Cenografia: Gabriel Matos

Saiba mais em: 
https://evaribeiro.pt/
**************************
SCACCIAPENSIERI DUO, espectáculo de música e dança

Música e Dança unidas por diferentes partes do mundo, como duo, oferecemos uma viagem de atmosfera em sua combinação de várias linguagens musicais e de dança

Saiba mais em: 
https://www.youtube.com/watch?v=MAX2UHK1pzw

INFORMAÇÕES

O Festival Sons & Ruralidades é de entrada livre, mas sujeita a inscrição prévia.

Refeições
Serão servidas refeições vegetarianas e não vegetarianas (almoço de Domingo), acessíveis mediante a compra de senhas no local - 7€ por refeição;

* * *

Contactos:

E. aepga@aepga.pt | palombar@palombar.pt

T. Joana Braga: 925 790 396
T. José Pereira: 926 862 770

_____________________________

Cartaz: Gonçalo Mota

SUGESTÕES DE ALOJAMENTO

No concelho de Vimioso:

Parque de Campismo de Vimioso
Localização: Vimioso
Tel.: +351 273 511 034
Webpage: www.cm-vimioso.pt/turismo/pcampismo.html

Hotel Rural de Vimioso Senhora de Pereiras
Localização: E.N. 219, Vimioso
Tel.: +351 213 300 541

Pensão "Centro"
Localização: Bairro S. Sebastião, Vimioso
Tel.: +351 273 512 539

Casa da Janal
Localização: Av. da Portela, 5230-338 Vimioso
Tel.: *351 21 410 8656
Webpage:www.casadajanal.com

Turismo Rural "Casa dos Pimentéis"
Localização: Aldeia de Vale de Algoso
Tel. +351 933144348
Webpage: http://casadospimenteis.co.pt/

Albergaria Ascenção, Lda.
Localização: Aldeia de Algoso
Tel.: +351 273569223
Webpage: www.albergariaascencao.pt/

Casa de Campo – “Casa das Quintanas”
Localização: Bairro das Quintas, Aldeia de Caçarelhos
Tel.: +351 939 113 124 / +351 966 151 131
Webpage: http://www.casadasquintanas.pt

Curral d`Avó
Localização:Rua de Stº Cristo, 12, 5230-090 Caçarelhos
Tel.: +351 919993494
Webpage: 
www.curraldavo-cacarelhos.com

 

ORGANIZAÇÃO
AEPGA - Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (www.aepga.pt)
Palombar - Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural (
www.palombar.pt)

APOIOS
Município de Vimioso
União de Freguesias de Vale de Frades e Avelanoso
Cine`Eco | Seia - Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela
Direcção Regional de Cultura do Norte
*********************

Em território: Reserva de Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica

INSCREVA-SE